sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Reitor da Uniderp é homenageado pelo apoio à educação


Um acadêmico do curso de jornalismo também recebeu o reconhecimento

Thaís Cintra

Reitor Taner Douglas Alves Bitencourt
Foto: Thiago Lung
Na noite de quinta-feira (1), em comemoração aos 120 anos da Capital, foi realizado na Câmara Municipal de Campo Grande, o evento que lança o calendário de festividades que ocorrerão durante o mês de agosto. Na cerimônia estavam presentes autoridades públicas, como o prefeito Marquinhos Trad e os representantes do Poder Legislativo Municipal.

O chefe do Executivo parabenizou a Uniderp pela participação ativa em projetos que visam à inclusão e formação de jovens no mercado de trabalho. Um desses projetos é o Levanta Juventude, que traz em sua estrutura, opções de aulas preparatórias para o Enem e empregabilidade. O subsecretário de políticas públicas para a Juventude, Maycon Nogueira, também ressaltou a importância da parceria com a universidade.

“Se não fosse a parceria com a Uniderp, talvez não tivéssemos condições de atingir um número expressivo de jovens em Campo Grande. A estrutura e espaço que universidade oferece, são fundamentais para que a gente desenvolva atividades de empregabilidade, capacitação profissional para jovens e os "aulões" preparatórios para o Enem. A intenção do projeto é atender uma quantidade cada vez maior ano a ano, para que as parcerias entre o governo e a iniciativa privada, sejam produtivas na vida daqueles que mais precisam, nesse caso os jovens da nossa capital” frisou o subsecretário.

Acadêmico de Jornalismo Johnny Gomes
Foto: Thiago Lung
O reitor da Uniderp Taner Douglas Alves Bitencourt foi um dos homenageados pela Prefeitura, devido à grande colaboração que a universidade tem ante a sociedade. “A homenagem é para a Uniderp, estou representando a Instituição. A Uniderp deve ser reconhecida no sentido de buscar a transformação do futuro das pessoas, independente de quem seja, dentro dos pilares da educação e da aprendizagem” destaca o educador.

Outro homenageado foi o acadêmico do curso de jornalismo, Johnny Gomes, reconhecido devido a sua participação ativa em divulgar as iniciativas apoiadas pela universidade. “Ter essa visibilidade ainda enquanto universitário, é muito importante para minha carreira. Fico feliz em participar e apoiar” comentou o universitário.

sábado, 25 de maio de 2019

Café o queridinho do brasileiro tem dia especial em maio


A data foi instituída para relembra o início das grandes plantações cafeeiras no país

Nany Sene
Foto: Valentyn Volkov
Que o café é uma das bebidas mais consumidas temos certeza, agora você sabe como surgiu o café? Diz à lenda que um pastor que vivia na atual Etiópia, com o nome de Kaldi encontrou pés de café e resolveu dar a planta para o seu rebanho se alimentar, enquanto os animais consumiam os frutos, ele observou que eles ficavam mais dispostos a felizes.
Surpreso com a reação dos animais, Kaldi resolveu levar alguns frutos até um monge, chegando lá ele explicou como seus amimais ficavam ao consumir os frutos e o monge resolveu realizar um experimento, realizou uma fusão dos frutos e tomou o liquido, o monge notou que de fato se sentia mais disposto e feliz. Após o experimento o fruto passou a ser consumido por diversas pessoas. 
Não se sabe ao certo a veracidade da lenda, mas de uma coisa não há duvidas, o café trás diversos benefícios para a saúde, incluindo os citados na lenda. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Café – ABIC, de 10 brasileiros 9 consomem café, essa pesquisa foi realizada com pessoas acima de 15 anos.
Para os “cafeólatras” é necessário ficar atendo a quantidade de café consumida, não ultrapassando 400 miligramas diários equivalente a três xícaras de 150 ml de café, de acordo com a revista Veja. O uso excessivo de cafeína pode causar efeitos colaterais desagradáveis como insônia, nervosismo, inquietação, irritabilidade, dor de estômago, batimento cardíaco rápido e tremores musculares.

No Brasil, o Dia do Café é celebrado em 24 de maio e relembra o início das grandes plantações cafeeiras no país, responsáveis por representar um importante período histórico para o desenvolvimento da economia e sociedade brasileira.

terça-feira, 14 de maio de 2019

Semana da Enfermagem exalta profissionais da área


Durante essa semana são realizadas diversas atividades destinadas aos profissionais


Mayara Fernandes

Foto: HuffPost Brasil/ Tetra Images Via Getty Images
O dia 12 de maio foi escolhido como Dia Internacional da Enfermagem, uma homenagem a Florence Nightingale. No Brasil a data comemorativa teve inicio em 1938, por ordem do então presidente Getúlio Vargas. No entanto, no país a celebração mais comum é conhecida como a Semana da Enfermagem, que começa no dia 12 de maio (dia internacional da enfermagem) e termina no dia 20 de maio (dia do auxiliar e técnico de enfermagem).

Normalmente durante essas datas, são realizadas diversas atividades destinadas aos profissionais da área, como cursos, palestras e discussões para a ajudar a melhorar e potencializar as funções do trabalho.

Os profissionais de enfermagem, tem como função garantir a recuperação e o salvamento de vidas em perigo, seja em hospitais, casas ou em demais instituições que necessitam de seus cuidados e assistência contínua.

Florence Nightingale


Florence Nightingale nasceu em Florença, na Itália, e aos 17 anos decidiu ser enfermeira, acreditando em um chamado de Deus para fazer enfermagem. Na guerra da Crimeia, em que o Reino Unido participou, foi onde se trabalho se tornou conhecido e foi chamada de “Dama da Lâmpada”, instrumento que usava durante as noites, para melhor ajudar os feridos.

Florence fundou a primeira Escola de Enfermagem do mundo na Inglaterra em 1860. Porém a data oficial do dia da enfermagem foi estabelecida somente em 1974, pelo conselho internacional de enfermeiros, mas desde 1965, é celebrado esse dia mundialmente.

Quem escolhe enfermagem, a escolhe por amor, onde levam um pouco de paz e de cuidado aqueles que precisam. Valorizem o profissional e os retribuam com amor e zelo.

sexta-feira, 10 de maio de 2019

Desmatamento no Parque dos Poderes pode ameaçar fauna e flora


A área é um importante observatório do Cerrado brasileiro e gera equilíbrio ao ecossistema local

Mayara Fernandes

Foto: Secretaria de Estado de Administração
Devido a um projeto de desmatar áreas da mata do Parque dos Poderes, para a construção de estacionamentos e prédios, ambientalistas e ativistas tentam alertar a população e a administração do governo atual sobre os riscos ao ecossistema local.

A área é um importante observatório do Cerrado brasileiro e gera um grande equilíbrio natural no ecossistema da cidade e do estado. Sendo o bioma mais ameaçado do pais, tem-se a necessidade de um olhar especial de gestores, ambientalistas e moradores. Desmatando uma área deste bioma, pode implicar em destruição de vários habitats de muitas espécies e na desestruturação nas redes de interação de diversos animais.

Campo Grande é reconhecida como a capital do turismo de observação de aves, onde a região do Parque dos Poderes é identificada como uma das mais importantes reservas de biodiversidade para a observação de aves existentes na cidade. Nesta região são encontradas mais de 160 espécies de pássaros, onde particularmente duas delas só sobrevivem nesse bioma, quando esta preservado.

Com interferências de tal grandeza, inúmeras espécies que tem como habitat o local, podem acabar se afastando e até se tornando raro encontra-las na região. Além de consideração a situações humanas, onde a perca da vegetação pode levar a diminuição do conforto térmico, a alegria, paz e o encontro com espécies variadas durante os dias no local.

Com a ideia do não desmatamento da região e a preservação do bioma e das espécies que vivem ali, ambientalistas e diferentes pessoas criaram um abaixo assinado para defender o local.

Em uma reunião a Fundação de Cultura do Estado e entidades de proteção ao meio ambiente chegaram à conclusão de que uma possível solução para evitar que áreas sejam desmatadas seria o tombamento do Parque dos Poderes como Patrimônio Cultural, o que é possível também com paisagens naturais, segundo a Lei 3.522/2008.

Preservar é vida, a cidade necessita respirar e os seres humanos que vivem nela também. O Parque dos Poderes é um dos corações da cidade, que auxilia na filtragem do ar. Preserve e ame a natureza.

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Programa de Trainee JBS 2019


Procura por uma vaga de Trainee? Veja abaixo os detalhes do processo seletivo da JBS


A JBS, uma das maiores indústrias de alimentos do Mundo, está com processo seletivo aberto para seu Programa de Trainee 2019, voltado para estudantes dos cursos de Engenharia Mecânica, Engenharia de Automação, Engenharia Elétrica, Engenharia Química, Engenharia de Alimentos, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Logística, Engenharia de Manutenção, Administração de Empresas e Farmácia, com formação entre Dezembro de 2016 e Dezembro de 2018.

O programa de Trainee JBS 2019 tem como propósito formar líderes para atuarem nas áreas industriais e corporativa. O programa prioriza experiências práticas, para que os trainees vivenciem o dia a dia da operação, tendo autonomia para tomar decisões e aprender a partir de treinamentos on the job. Com esta formação, os trainees terão as ferramentas necessárias para se desenvolver e assumir posições estratégicas no futuro.

As inscrições vão até 18/05/2019.
Mais informações: Programa de Trainee JBS 2019

segunda-feira, 6 de maio de 2019

Eterna Flora: a arte de eternizar momentos em resinas


Usando somente matérias naturais e buscando a conscientização de proteção à natureza

Mayara Fernandes

Com a motivação de trazer algo novo, natural e que inspire pessoas Rafael Segóvia, de 24 anos, decidiu criar peças de decoração e acessórios usando elementos naturais e a resina para eternizar e manter intacto todos os elementos utilizados.

Com influência de tribos indígenas, Rafael começou a sentir um amor pela natureza ainda quando criança, quando morava no interior do estado. “Minha maior inspiração ainda é a natureza, pois ela me abre um imenso leque de alternativas e possibilidades infinitas para mim usar nas inspirações criativas” conta Rafael.

Utilizando materiais da natureza, o eco designer utiliza de inspirações para recriar cenários e até mini paisagens dentro de elementos resinados. Geralmente produtos inúteis e indesejados são utilizados para criar novas peças, tendo com uma grande função o reaproveitamento ecológico, agredindo cada vez menos o ambiente e retirando materiais que poderiam estar poluindo a natureza.

“No começo eu não esperava trabalhar com isso, pois sempre gostei de arte e artesanato e nunca me imaginei sobrevivendo fazendo isso, mas depois de um ano e meio descobri que é isso o que quero fazer para o resto da vida e espero alcançar muitas pessoas com essa ideia de consumo respeitoso”.

Atualmente a venda dos artigos da Eterna Flora é via internet, em uma página de Instagram, onde já possui mais de 21 mil seguidores, tanto da cidade como do Brasil a fora. Com a venda online, as peças produzidas pela marca já chegaram a diversas cidades e estados, podendo assim disseminar cada vez mais a ideia. Com o crescimento ao longo dos anos, Rafael tem o sonho de tornar a loja física, onde ele possa vender produtos, produzir e dar aulas para incentivar a produção criativa e sustentável na cidade.

A Eterna Flora vem buscando o contato direto com o público e abordando temas de consumo excessivo e desrespeito a natureza, mesmo com uma grande demanda de encomendas, a produção tem sido constante.

domingo, 5 de maio de 2019

Modelo passa mal em desfile no São Paulo Fashion Week


Ele foi prontamente atendido pela equipe de socorristas

Mayara Fernandes

O último dia de desfile da 47º edição da São Paulo Fashion Week, vai deixar história e gerar debates no mundo da moda. Nos primeiros minutos de apresentação da grife Ocksa, o modelo conhecido como Tales Cotta, de 26 anos, caiu ao mostrar um look do estilista Igor Bastos. Com um espírito performático, ao som de eletrônicos agressivos produzidos pelo DJ Augusto Correa, o tombo do modelo pareceu uma intervenção durante a apresentação.

Mas, no entanto, com tremores e a espuma saindo pela boca, perceberam que não era uma encenação. O modelo estava agonizando e passando mal diante a centenas de pessoas. Com um semblante estático e a pele avermelhada em menos de dois minutos dois bombeiros estavam retirando o modelo da passarela e tentando reanima-lo. 

Ainda com vida o modelo foi socorrido e levado para o Pronto Socorro Municipal da Lapa. E as 19h, desse sábado, a empresa que organiza o maior evento de moda do Brasil, noticiou a todos os participantes e marcas do evento que o modelo não havia suportado e tinha vindo a óbito.
Em entrevista, amigos e jornalistas do modelo informaram que ele estava bem antes do ocorrido. Mas não havia comido, pois era vegetariano e os camarins não tinham esse tipo de suporte.

Com o falecimento do modelo, organizadores se limitaram a dizer que o jovem “foi prontamente atendido pela equipe de socorristas e em seguida levado ao hospital, mas infelizmente não resistiu”.
Mas tudo parecia normal, organizadores, modelos e participantes do evento, continuaram a programação normalmente. Se não fosse a atmosfera de luto, que tomou conta nos camarins, tudo estaria em uma situação bizarramente normal. O mundo da moda clama por mudanças e por melhorias.