quinta-feira, 1 de março de 2018

Celular em forma de minidrone: selfies em movimento sem usar as mãos


Celulares poderão ser usados como drone através de case controlada por aplicativo

Alexander Lucas Vieira


Foto: divulgação
A novidade chegou em boa hora. Uma empresa israelense apresentou um projeto inovador nesse início de ano que promete impulsionar o mundo da tecnologia. Trata-se da Selfly. Uma câmera de voo desmontável que usa tecnologia de estabilização de última geração. Na verdade, é mais do que isso: simplesmente é a sua caixa de telefone voando nos ares captando imagens perfeitas. Incrível, não é? 


A ideia apresenta um novo conceito que permite a qualquer pessoa tirar fotos sem mãos em movimento. A capa, que pode ser transformada em drone, possui quatro pequenos motores e uma câmera que pode gravar em Full HD. A empresa vem investindo em uma área que vinha apresentando poucos avanços nos últimos anos. A proposta da fabricante é que seja um drone simples e compacto para selfies e registro aéreo de momentos especiais.

Quando dobrado na posição case, a Selfly tem espessura de aproximadamente 1,2 centímetros e é compatível com smartphones Android e iPhone (iOS). Porém, o produto tem suas limitações: na posição capinha, a Selfly não compartilha energia com o celular, e grava apenas quatro minutos de voo, tendo um alcance de 13 metros de altura.

Porém o que resta agora é a pergunta: “quanto isso vai custar? ” Bom, a proposta inicial de venda sai por US$ 130 (cerca de R$ 417) pelo case-drone, e mais US$ 30 (aproximadamente R$ 96) para um carregador específico. O produto será vendido inicialmente nos EUA ainda nesse primeiro semestre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário