quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Projeto “Mãos Fraternas” monta enxovais para bebês de mães carentes


Costurar, alinhavar, passar, embalar e doar, essa tem sido a atividade desse grupo de senhoras que ajudam famílias carentes

Renan Santos

Há cerca de oito anos, surgiu o projeto com o nome inicial “Mãezinhas do Coração”, mas com o tempo o projeto foi reformulado e ganhou um novo nome “Mãos Fraternas”, com um significado bem singelo, que é a união, o afeto, respeito e a igualdade. No início era um pequeno grupo de senhoras que se uniram com uma ideia de produzir roupas de bebê para recém-nascidos carentes, e que hoje vem ganhando força, e novas integrantes que colaboram para que essa iniciativa continue a beneficiar muitas famílias.

Elisabete Franzin ou “Bete” como gosta de ser chamada, conta que o projeto nasceu com o intuito de ajudar ao próximo. “Nós já estamos a oito anos beneficiando várias mãezinhas carentes que está para ganhar bebê e não tem um enxoval, o nosso enxoval é produzido manualmente, contamos com um ciclo de senhoras que ajudam na confecção dessas roupinhas que são feitas com muito amor. Atualmente residimos em um espaço pequeno e simples, mas que não impede de nós trabalharmos, e nos reunimos toda terça-feira sempre felizes e com paixão pelo que fazemos” explica Elisabete.

O enxoval é completo e conta com lindas peças de roupas como, toalhinhas, manta, bodies, blusinhas, meias, casaquinhos, fraldas e sabonetes. Na montagem dos quites, as roupinhas são dobradas com maior cuidado para que não amasse, e colocadas dentro de uma sacola de TNT, dando um charme a mais nos enxovais que serão doados.

Elisabete relata que quando os quites estão montados realizam a entrega nas maternidades no dia seguinte. “Temos um contato com a assistente social, e ela direciona o mesmo para aquelas mãezinhas que não tem nenhuma roupinha ainda para seu bebê. O incrível é você olhar para aquela pessoa e ver o quanto ela ficou feliz por receber aquilo, isso é o que motiva a gente a continuar com o nosso projeto, você sente aquela sensação de dever cumprido, não existe nada mais gratificante que isso”.

Atualmente o projeto não recebe nenhum tipo de ajuda da prefeitura ou de entidades, elas contam com o apoio de amigos e pessoas que se sensibilizam com a iniciativa que elas tiveram em ajudar ao próximo. No final do expediente, elas se reúnem e fazem uma oração para agradecer a existência do projeto e que elas continuem a fazer esse trabalho do bem. Lembrando que todo ajuda é sempre bem-vinda, você pode conhecer e obter mais informações sobre o projeto entrando em contato através do e-mail elifranzin@gmail.com.

fotos: Renan Santos.

Um comentário:

  1. Uma ação de muita grandeza e valia para as madrinhas que num momento tão frágil nan tem nada e receber esse enxovalzinho vem acalentar seus corações como as das voluntárias que praticam essa ação parabéns a todas bjs

    ResponderExcluir