segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Contar mentiras vicia o cérebro

De acordo com a pesquisa, até mentirinhas pequenas como “eu não vi meu e-mail hoje”, pode viciar seu cérebro te levando a cometer delitos maiores

Rayanne Cubel

Foto: Istock
Infelizmente mentir não faz o nariz crescer, mas afeta de outra maneira o seu corpo. Após um estudo realizado pela Universidade de Londres, contar algumas mentirinhas pequenas podem provocar alterações físicas no cérebro. Isso faz com que a pessoa se torne mais propensa a mentir em momentos importantes de suas vidas.
Geralmente quando uma mentira é contada, as pessoas se sentem um pouco mal. Esse sentimento é uma reação provocada pela amígdala, ou seja, é uma parte da região cerebral que está ligada a regiões de medo. Ela funciona como uma espécie de controle natural para limitar as mentiras contadas. Os cientistas descobriram que quando se é contada uma sequencias de mentiras, mesmo que sejam pequenas e sem importância, esse freio natural do cérebro vai ficando mais fraco.
Os pesquisadores reuniram cerca de 80 voluntários e acompanharam seus cérebros enquanto jogavam a partida de um jogo. Esse experimento consistia em adivinhar quantas moedas havia no pote de da outra pessoa, sendo que esse jogo havia várias modalidades.
 Uma delas era que um dos voluntários poderia dar uma “mentidinha” superestimando a sua quantidade de moedas no seu pote, isso faria ganhar mais pontos e a outra pessoa ficar com menos. Conforme o jogo prosseguia, os voluntários eram cada vez estimulados a mentir e a atividade da amígdala era cada vez menor, como se o cérebro estivesse sendo adaptado a mentir.
Após a análise do estudo, os pesquisadores concluíram que o cérebro não tem apenas só a capacidade de se acostumar com mentiras, mas a qualquer coisa. “Nós só testamos a desonestidade das pessoas nesse experimento, mas o mesmo princípio talvez seja aplicável a outras ações, como se expor a riscos ou ter comportamentos violentos”, afirma o cientista Neil Garrett, coautor do estudo.

Bombardeio já matou 84 pessoas em Aleppo, segundo Exército Sírio

Os ataques aconteceram em escolas e civis, sendo a maioria das mortes é de crianças e mulheres

Sabrina Fernandes

Foto: Ammar Abdullah/ Reuters
A Frente Nusra e outros grupos terroristas, mataram 84 pessoas em bombardeio á três dias em Aleppo na Síria, na maioria crianças e mulheres. Segundo o Exército Sírio foram  usadas armas químicas e foguetes.

Em um comunicado nesta segunda-feira (31), o Exército relatou que os rebeldes atacaram escolas e civis, disparando 20 bombas de gás venenoso e 50 foguetes Grad, provocando 48 incêndios.

Em julho o grupo terrorista Frente Nusra rompeu a aliança com o grupo Al Qaeda, e mudou o nome para Jabhat Fateh al-Sham. O grupo faz parte da ofensiva contra o oeste de Aleppo, onde está sendo controlado pelos rebeldes desde sexta-feira (28).

Segundo a mídia estatal na Síria, militantes lançaram gás venenoso no bairro de Hamdaniva, oeste de Aleppo. Os rebeldes não assumiram as acusações, dizendo que eram mentirosas.
O Exército Sírio, apoiado pela Força Aérea russa estão sendo acusados por grupos de direitos humanos e países ocidentais de atacarem hospitais, padarias e áreas civis em bombardeios de áreas rebeldes, incluindo o leste de Aleppo.








sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Alunos da Escola Joaquim Murtinho expõem trabalho sobre a história da África

O projeto busca mostrar a influência da cultura africana no Brasil

André Felipe

Foto: André Felipe
O projeto “Africanidades” é uma exposição feita pelos alunos da Escola Estadual Joaquim Murtinho com o objetivo de retratar todos os aspectos do continente africano, como a filosofia e literatura africana, tribos africanas, culinária negra e a influência da África no nosso país.

Um dos assuntos expostos no trabalho é sobre as bonecas negras “Abayomi”, que tem um valor histórico de luta a resistência à escravidão. A professora de Sociologia Luciana Trevisan conta que as bonecas eram feitas pelas mães para amenizar a tristeza dos filhos. “Existia muito sofrimento naquele momento que eles saíam da África em direção ao Brasil, e algumas crianças viam aquele sofrimento e morriam, algumas eram jogadas ao mar, e para consolá-las, as mães faziam as bonecas com as próprias roupas e davam para as crianças”.

Foto: André Felipe
A culinária negra foi uma das exposições do projeto e a mais famosa delas é a feijoada. Para a professora de Artes Cláudia Pola, a feijoada era a comida dos escravos feitos com os restos dos porcos que os senhores jogavam fora. “A feijoada era feita com as orelhas e pernas dos porcos que as elites jogavam fora e os escravos pegavam a faziam a feijoada. Hoje em dia, até as elites comem feijoada. O que antes era comida que ninguém queria comer, hoje é conhecido por todas as pessoas”, explica.

Foto: André Felipe
O professor de História e coordenador do projeto Izadir Oliveira conta que o objetivo do trabalho é mostrar vários aspectos da África e desfazer estereótipos que a sociedade tem quando pensam sobre os povos africanos. “A gente faz o projeto pensando em trazer o conhecimento e desfazer alguns estereótipos que as pessoas têm quando pensam na África, como a capoeira e o candomblé, que são brasileiras, mas acham que são da África, pensam que a África é um país e não um continente, no folclore, que a representação do negro no folclore é safado e preguiçoso.”


Foto: André Felipe


O coordenador também busca desmistificar uma confusão que as pessoas têm sobre a relação entre os negros e a escravidão. “Uma confusão das pessoas é que os negros eram apenas escravos, mas na verdade era que os africanos tinham imperadores, reis, exércitos. Os imperadores mais fortes do mundo eram negros”, explica.

Cientistas revelam descobertas inusitadas sobre cadáveres

A ciência ainda não descobriu o que acontece após a morte, mas enquanto isso ela desvenda os mitos, como é falso que as unhas continuam a crescer quando morremos

Rayanne Cubel

Foto: iStock
Você com certeza já deve ter ouvido que o corpo humano começa a se decompor e exala um cheiro adocicado. Porém um estudo feito por pesquisadores na Universidade de Leuven, na Bélgica, releva que o cheiro da morte é muito mais que isso. De acordo com eles um cadáver libera mais de 400 tipos de compostos orgânicos voláteis, que são produzidos por bactérias que acabam transformando os tecidos do corpo em vários tipos de gases e sais.

O aroma doce que algumas pessoas sentem com mais intensidade existe de verdade. Isso acontece porque alguns dos vários compostos voláteis que o corpo libera após o falecimento também são produzidos por frutas, em particular quando apodrecem. Além disso, existe uma relação entre o corpo dos mortos com os pelos e as unhas. Várias pessoas dizem que quando se morre os pelos e a unhas não param de crescer, porém não é bem assim.

O folículo do pelo e a raiz da unha continuam sim vivos, porém é preciso que exista regulação hormonal e fornecimento de proteínas e óleos para que os pelos e as unhas possam crescer. O mais bizarro é que as unhas dos cadáveres parecem maiores, e sabe porque? O nosso corpo se desidrata fazendo com que a pele da unha se retraia, esse fenômeno faz com que pareça que seja mais longa. Outra curiosidade é que a pele do rosto fica ressecada ficando iminente que os pelos da face pareçam estar mais proeminentes.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Quanto maior o cérebro, mais longos os bocejos aponta experimento

Cientistas descobriram que o tamanho do cérebro tem correlação com a duração de segundos de um bocejo, isso foi percebido na comparação de varias espécies

Rayanne Cubel

Foto: IsTock
Estudiosos da State University Of New York at Oneonta, descobriram que existe uma sincronia entre a duração dos bocejos com o tamanho do cérebro de diversas espécies. O experimento analisou o tamanho da massa cinzenta de aproximadamente 19 tipos de mamíferos sendo, elefantes africanos, coelhos, ratos, cavalos e por fim seres humanos. Quem geralmente ficava com a boca aberta mais tempo durante o bocejo tinha um cérebro proporcionalmente maior.

Primordialmente é necessário entender porque bocejamos, aliás, para que serve o bocejo. De acordo com uma das teorias mais contingentes é que ele ajuda a esfriar o cérebro, no caso, abrir a mandíbula e poder inalar o ar ajuda a diminuir a temperatura do crânio.

Bocejar aumenta significativamente a circulação do sangue no cérebro, substituindo o sangue com maior temperatura da cabeça por um mais frio que vem diretamente do sistema cardíaco.  Já em outra teoria afirma-se que o hábito serve para retirar o cérebro de alguma distração para poder manter-se a uma atenção total focada para algo.  

Foram analisados cerca de 205 bocejos de 117 animais, sendo 24 espécies diferentes. Nessa corrida maluca, nós saímos ganhando, os cientistas conseguiram registrar uma média de bocejos humanos de 6,5 segundos, a mais longa de qualquer outra das espécies analisadas. Depois dos seres humanos, o segundo maior bocejados foram os elefantes africanos, os chimpanzés, os camelos e por fim os elefantes marinhos, essa ordem acompanha os tamanhos relativos dos cérebros.

Uma outra descoberta dos cientistas foi que, o tamanho da mandíbula não tem nenhuma correlação com a duração dos bocejos, até porque leões e cavalos nem chegaram perto da duração dos bocejos como dos seres humanos. ”Nossa hipótese é que a variação dos bocejos entre as espécies ajude a prever diferenças neurológicas importantes”, escreveram os autores do estudo, Andrew Gallup, Allyson Church e Anthony Pelegrino.




quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Paranaense é morto em hotel de Pedro Juan Caballero

Familiares desconhecem o motivo pelo qual a vitima estaria pela fronteira

Nélida Beatriz

Foto: La Voz Del Amambay
Identificado como Everson Andrade da Silva de 29 anos, natural de Alto Piquiri do estado paranaense, foi morto a tiros depois de ter invadido o hotel pertencente ao suboficial Carlos Américo Recalde, 74 anos, no ultimo domingo (23).

Everson fazia parte de um grupo de homens encapuzados e armados chamados de “Justiceiros da Fronteira”. Na tarde de domingo adentrou ao hotel atrás da filha do policial atualmente afastado do cargo, e onde acabou sendo morto, no entanto ninguém sabe de onde surgiu o tiro que matou Everson.

O policial alegou que não estava armado e inclusive não porta armas de fogo em sua residência.

Menores de idade presos com arma de fogo

Além das armas os jovens estavam a bordo de uma motocicleta de origem estrangeira

Nélida Beatriz

Foto: 4º Batalhão da PM
Dois jovens foram abordados no ultimo sábado (22) por volta das 14h30min por Policiais Militares do 4º BPM que faziam ronda pela Vila Renô de Ponta Porã.

Com atitude suspeita e motocicleta sem placa, a PM fez uma abordagem de dois adolescentes de 16 e 17 anos de idade, os quais estavam armados com arma de fogo.

O jovem de 16 anos estava com uma arma calibre 32 com seis munições intactas, já o comparsa de 17 anos portava um simulacro na cintura.

Os menores foram encaminhados junto com a moto estrangeira e armas de fogo para a Delegacia de Policia Civil


terça-feira, 25 de outubro de 2016

Fazer tatuagem melhora sistema imunológico

De acordo com nova pesquisa realizada no Alabama, o corpo fica cada vez mais fortalecido contra infecções a cada nova tatuagem

Rayanne Cubel

Foto: iStock
Numa Universidade do Alabama, nos EUA, cientistas acabam de dar mais motivos para quem pensa em fazer uma nova tatuagem. O estudo garante que o corpo reage cada vez melhor a cada tatuagem feita na pele. De acordo com eles há respostas imunológicas do organismo, onde ele fica menos suscetível a novas infecções, podendo assim evitar o surgimento de novas doenças. Porém só vale para quem mais de uma tatuagem no corpo.
De acordo com a equipe, a analogia usada foi a seguinte, fazer tatuagens é como ir à academia. Na primeira vez seu corpo não está devidamente acostumado e se sente fraco a realizar as sequências dos exercícios, da mesma maneira o corpo fica cansado e “contaminado” por um agente externo.
Quando começa a se repetir esse processo com frequência a resistência aumenta. Então foi o que os cientistas fizeram, juntaram um grupo de voluntários e os acompanharam as suas sessões de tatuagem, os cientistas também analisaram quantas tatuagens as pessoas tinham e quanto tempo foi a duração da aplicação na pele.

Para finalizar a pesquisa, eles observaram a quantidade de anticorpos chamados imoglobina A e a do Cortisol, um hormônio que está relacionado ao estresse, nas amostras de sangue dos voluntários. Então eles notaram que os níveis da imoglobina haviam diminuído a cada nova tatuagem, logo, houve uma proteção do próprio corpo a cada nova tatuagem, ou seja, o organismo do ser humano é incrível e se defende com as próprias agressões que causamos de propósito a fins de gostar de um estilo artístico.

Mato Grosso do Sul recebe avaliação ruim do Tesouro Nacional sobre Programa de Ajuste Fiscal (PAF)

Estado recebe classificação de baixa capacidade de pagamento e isso pode interferir em solicitações de empréstimo no governo federal

Ariel Dorneles

Foto: Edenir Rodrigues
A Secretaria do Tesouro Nacional anunciou o levantamento anual sobre a situação fiscal dos estados, bem como a respectiva capacidade financeira. Esses levantamentos são realizados para que o Tesouro analise a situação econômica de determinado estado para a aprovação de empréstimos.

Mato Grosso do Sul recebeu a classificação de “rating” C, ficando abaixo do esperado pelo governo do estado. O Boletim de Finanças Públicas dos Entes Subnacionais de 2016 visa ampliar a transparência das relações econômicas do estado para com o governo federal.

Entre os estados que receberam a classificação de A e B estão o Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espirito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Paraná, Rondônia, Roraima, Tocantins, além do Distrito Federal. Essas unidades da federação possuem um referencial positivo para autorização de empréstimos. Os dados foram retirados dos Programas de Ajuste Fiscal (PAF).

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse que vai pedir revisão do programa apesar da avaliação desse ano ter superado a do ano passado. Segundo o governador, havia uma expectativa de superação dessa classificação “Vamos pedir outra revisão do PAF em outubro porque entendemos que os números de MS estão melhores que o projetado”.

Reinaldo ainda salientou que o governo federal não liberou nada, nem de 2015, nem de 2016, mas o estado se mostrou em superação das dívidas: “Nós melhoramos a nota, passamos de D+ para C-, então, Mato Grosso do Sul melhorou a nota e isso é o exercício fiscal do nosso comprometimento, mas temos de melhorar ainda mais”.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Amigas morrem na MS 80

A região é conhecida como Água Boa, cerca de 35 quilômetro de Campo Grande

Elizângela Vargas

Duas amigas morreram na MS 80 saída para Rochedo, a região é conhecida como Água Boa 35 quilômetros distante de Campo Grande. Segundo o Corpo de Bombeiros, Elisângela Vânia dos Santos 39 anos, e o esposo Oscar Braga de Souza, 42 anos, que seguiam em uma motocicleta Yamaha R1 quando perdeu o controle da direção em uma curva fechada e capotaram.

A amiga de Elisângela, Ioná Larissa Ferreira, 34 anos, que vinha logo atrás em uma motocicleta CBR 1000 com o seu esposo, viu o acidente parou no acostamento, quando tentava atravessar a rodovia Ioná foi atropelada por uma picape Fiat Strada branca, conduzida por Rubens Antônio Brito, 69 anos.

Segundo amigos, Elisângela era formada em educação física e dava aulas em um Ceinf (Centro de Educação Infantil) no Jardim Pioneiros, a vítima tinha acabado de passar em um concurso da Prefeitura Municipal, onde iria assumir o cargo em janeiro do ano que vem.
Ioná era conhecida como uma pessoa alegre e pelos seus olhos verdes que encantavam, além da amizade que dedicava a quem a tinha como amiga.

Quem conhece as amigas diz que “Elas tinham costume de fazer passeios pela região, sempre viajavam, era a diversão dos casais, que infelizmente acabou assim”. Conta uma amiga da família.
As vítimas morreram no local do acidente e os pilotos tiveram apenas ferimentos, foram socorridos e levados para Campo Grande. As equipes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar Rodoviária (PMR), da Polícia Civil e da Perícia realizaram o atendimento no local.

O caso foi registrado na Delegacia da Polícia Civil de Rochedo como morte a esclarecer.


Lutadores são demitidos do UFC

Treze lutadores, incluindo cinco brasileiros não fazem mais parte da organização

Elton Freitas

Foto: Divulgação UFC
Os cortes no UFC começaram, após a organização anunciar que iria desligar cerca de 60 a 80 funcionários da companhia, as dispensas chegaram, também, aos atletas. De acordo com informações no site 'MMA Fighting', treze lutadores do UFC foram demitidos recentemente, incluindo cinco brasileiros: Antônio 'Pezão', Caio 'Monstro', Alberto 'Uda', Glaico França e Leonardo 'Leleco'.

Atravessando a pior fase da carreira com apenas uma vitória em suas oito últimas apresentações, Pezão foi o primeiro brasileiro a ter sua demissão do UFC anunciada. Agora, o atleta está analisando possibilidades para dar sequência a sua carreira em outros torneios de MMA. O seu empresário descartou a possibilidade de uma aposentadoria.

Os outros atletas brasileiros desligados do UFC vinham de duas derrotas consecutivas. Alberto Uda e Leonardo Leleco nunca venceram um duelo na companhia. Glaico França, ex-TUF, venceu apenas uma em suas três apresentações. E Caio Monstro, mesmo após uma boa sequencia de quatro vitórias seguidas em seu início na organização, não vence desde 2014.

Confira abaixo todos os atletas demitidos do UFC.

Alberto 'Uda'
Antônio 'Pezão'
Caio 'Monstro'
Cody East
Cory Hendricks
Enrique Marin
Glaico França
Kenny Robertson
Kevin Casey
Leonardo 'Leleco'
Sean Spencer
Shane Campbell
Tamdan McCrory

Jovem é flagrada com revolver calibre 38 na bolsa

A jovem tentou negar o fato mais foi detida


Elton Freitas

Foto: Osvaldo Duarte
Nesse domingo (23), Amanda da Silva Alves, 20, foi flagrada com uma arma em uma festa em um espaço de eventos no loteamento Bonanza, em Dourados.
A Polícia Militar e o Juizado de Menores foram até o local após denúncias de que adolescentes estariam consumindo bebida alcoólica. Durante a fiscalização abordagens, a equipe encontrou uma bolsa de Amanda um revólver calibre 38.

Diante do fato, a polícia a questionou e ela informou que havia guardado a arma para o namorado que seria um adolescente de 17 anos.

Amanda foi levada para a Delegacia e ao chegar para esclarecimentos à mesma passou a negar o fato, com afirmação de que a bolsa não seria dela e não sabia da arma.

No entanto, policiais averiguaram que no interior da bolsa havia itens pessoais da jovem.
Ela foi autuada em flagrante por porte ilegal de arma e por corrupção de menores.


Temporal na Capital trouxe pânico e estragos em várias regiões

Domingo além de muito quente trouxe pancadas de chuva e rajadas de ventos a tarde, além de muitos árvores caídas e buracos nas rodovias

Janaine Mendes

Apesar do calor extremo, o tempo virou com nuvens carregadas e a temperatura caiu de 32°C para 23°C e o volume de chuva foi de 3,2mm.

Uma árvore que estava em frente da 7ª DP (Delegacia de Polícia Civil), ao lado do terminal Júlio de Castilho caiu e derrubou postes e fiação, os moradores se assustaram e ficaram sem luz. A Energiza agiu rápido e fez a manutenção.

Também no Bairro Nova Lima com a intensidade da chuva o asfalto cedeu criando uma cratera enorme no meio da rua.

Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o temporal teve início às 14:30h, período em que os ventos atingiram 72 km/h. 

Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira traz população para a Base Aérea de Campo Grande no domingo

Para comemorar a data a Base Aérea abriu os portões com grandes atrações como exposições de aeronaves, equipamentos militares e demonstrações de ordem unida

Janaine Mendes


Foto: Janaine Mendes
Para relembrar esta historia temos que voltar no tempo desta data marcante, o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira é comemorado no dia 23 de outubro, data em que o brasileiro Alberto Santos-Dumont realizou o primeiro voo com o 14 Bis, em Bagatelle, Paris, no ano de 1906.

De acordo com o Casal Joacir e Jaqueline, que ficaram impressionados com as belezas dos aviões de caça, tanques e helicópteros, tiraram o dia de lazer com a família e conheceram de perto os aviões, superando as expectativas.


A entrada era gratuita, mas quem quisesse poderia levar um quilo de alimento não perecível, as arrecadações serão revertidas à instituições assistenciais de Campo Grande.


Fotos: Janaine Mendes






sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Pesquisa descobre como proteger o fígado do álcool

Os fãs de festas com álcool à vontade podem ficar tranquilos: continua fazendo mal, porém uma descoberta pode diminuir os riscos de desenvolver doenças no fígado

Rayanne Cubel

Foto: IStok
Se existe uma parte do corpo humano que sofre com os drinks do dia a dia é o fígado. Para quem abusa da bebida, aos poucos, o álcool leva o órgão a ficar inflamado e começar a processar mal as gorduras, esse processo acaba levando a famosa doença chamada cirrose. Porém os cientistas encontraram uma maneira de conseguir “reprogramar” o fígado para conseguir prevenir e tratar os danos causados pela bebida.

Os cientistas ainda não conseguiram entender completamente como a doença hepática alcoólica se desenvolve, porém há teorias de que poderia ser pelo excesso da bebida alcoólica por conta dos seus altos níveis do antioxidante Glutationa (GHS). Conforme a Glutiona no fígado diminui, radicais livres que são produzidos em excesso mais conhecidos como oxidativo faz com que o órgão seja prejudicado.

Em um novo estudo internacional, pesquisadores japoneses e americanos chegaram a uma conclusão bem contraditória a anterior. O experimento foi composto de ratinhos geneticamente modificados. Onde houve uma manipulação do DNA que levava os animais a produzirem apenas 15% da GHS encontrada geralmente no fígado de um rato normal. Após esses ratos passarem seis semanas consumindo teores alcoólicos todos os dias, como o esperado, o estresse oxidativo aumentou nos animais.

De acordo com os cientistas houve uma surpresa, eles passaram a exercer um efeito protetor no organismo dos animais. Os animais com GHS baixa tinham fígados mais resistentes devido a acumulação de gorduras, sendo um processo chamado de Esteatose, que é um dos principais sintomas da doença causada pelo fígado.

Essa análise do experimento pode mostrar uma determinada ligação da GHS reduzida com a super ativação da enzima AMPK, essa enzima ajuda a regular os gastos de energia e a queimar as gorduras do organismo. Os pesquisadores querem conseguir entender mais sobre a relação dos GHS, estresses oxidativos e a gordura no fígado para poderem desenvolver medicamentos que sejam capazes de tratar a cirrose e poder diminuir os casos da Doença Hepática alcoólica causada pela alta ingestão de álcool.

Idoso é rendido ao limpar calçada de casa em bairro da capital

O caso aconteceu na tarde de ontem (20). Os bandidos fugiram levando o carro do idoso e o aparelho de TV da família

Sabrina Fernandes

Foto:  Osvaldo Nóbrega
Um idoso de 62 anos foi rendido em casa na tarde desta quinta-feira (20) no bairro Pioneiros, região sul da capital. Os bandidos levaram o carro de passeio e a televisão da família.
Segundo o boletim de ocorrência, no momento do assalto o funcionário público limpava a calçada de casa, o portão estava aberto quando foi rendido por dois assaltantes, que o pegaram pelo colarinho da camisa e obrigaram o idoso entrar em sua residência.

Ainda de acordo com o boletim, os bandidos renderam a família do idoso. Na casa estavam o idoso, a mulher, duas filhas e dois netos que ficaram na sala da casa sobre a mira do revolver.
O idoso conta que ficou surpreso com o ocorrido “Uma plena tarde chuvosa, 17-18 horas jamais ia imaginar isso de frente a minha casa. Eu não desejo que ninguém passe o que eu passei ontem e até agora”.

“A minha esposa começou a gritar, aí ele encostou o revolver no peito dela. Aí foi quando eu fiquei calmo, e pedi calma para ele, entreguei a chave do carro. E pedi para que eles fossem embora, se o objetivo deles era o carro, que levassem”, disse a vítima.
Os criminosos portavam arma de fogo e fugiram sentido a saída para São Paulo levando o veiculo do idoso e a televisão da família.

Até o momento a polícia ainda não identificou os assaltantes, e o veículo ainda não foi localizado.






Vendaval derruba árvore e atinge veículos na capital

A tempestade durou cerca de 1h em Campo Grande, derrubou uma arvore que atingiu dois veículos no estacionamento do Mercadão Municipal. Não houve feridos


Sabrina Fernandes

Foto: Rodrigo Grando
Uma caminhonete e uma Van foram atingidas por uma árvore no estacionamento do Mercadão Municipal de Campo Grande, durante a ventania na tarde de ontem (20). Apesar do susto, não houve feridos.

A Van fazia o transporte dos moradores da zona rural da capital, até o Mercadão para fazerem compras. A caminhonete atingida pertence a um fornecedor do Mercadão.
Segundo a guarda “Pouco antes da árvore cair o pessoal tinha acabado de colocar as sacolas de compras na van, aí eles voltaram para o Mercadão. Quando retornaram para a van com o restante das compras, a árvore caiu. Foi um desespero”.

O Corpo de Bombeiros foi chamado para atender a ocorrência. Para a retirada da caminhonete e da van, foi necessário usar motosserras para retirarem os galhos da árvore. De acordo com funcionários do Mercadão, no momento do vendaval outros carros estavam no estacionamento, porém não foram atingidos.

O temporal durou cerca de uma hora na capital sul mato-grossense. Segundo o Instituto de Meteorologia (Inmet) foi emitido um alerta de tempestade em 63 municípios nesta quinta-feira (20). De acordo com o meteorologista Natálio Abrão foram registrados mais de 9.500 raios que atingiram todo o estado somente no intervalo de 1h, sendo das 17h ás 18h.

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Tarifa de Transporte público pode ser a mais cara dos últimos cinco anos

Prefeitura descarta congelamento na tarifa por conta da alta inflação

Nathalia Pelzl

Transporte público de qualidade não é exatamente uma condição de Campo Grande, mesmo assim o preço pago pelo povo para usar o transporte é o mais caro em cinco anos. De 2010 a 2015 a passagem deu um salto de 30%, passando de R$2,50 para 3,25.

Várias pessoas que utilizam o transporte com frequência já se mostraram indignadas com esse aumento, visto que não existe proposta de melhorias. Para o professor de dança, Édipo Pereira que utiliza o transporte todos os dias o aumento é desnecessário: ‘Não tem conforto nenhum, os ônibus sempre estragam por falta de manutenção, atrasam, e no calor é pior”.

Ritva Vieira, a presidente da Agereg (Agência de Regulação dos Serviços Públicos e Delegados de Campo Grande) esclareceu que o aumento ocorrerá devido alguns itens que compõem a planilha de custeio do transporte coletivo, documento que usam para se basear para o reajuste. Um deles seria o reajuste dos salários dos Trabalhadores.

O reajuste depende de um decreto do prefeito Alcides Bernal, mas a possibilidade de redução ou congelamento está quase descartada. Se analisarmos chega a ser um pouco contraditório visto que o congelamento da tarifa no transporte público é um dos projetos do Candidato a prefeito que Bernal apoia.




PMA prende pescadores com petrechos ilegais

Foram apreendidos 10 kg de pescado capturados com os petrechos ilegais

Elton Freitas

Foto: Divulgação PMA
Durante fiscalização no Rio Ivinhema, no município de Taquarussu, Policiais Militares Ambientais de Batayporã prenderam nessa quarta feira (19), dois pescadores paranaenses praticando pesca predatória, utilizando espinheis (petrecho proibido).

Os pescadores estavam em local aonde a entrada e pesca são proibidas, foram surpreendidos no momento em que estavam em uma embarcação e conferiam um espinhel armado no rio Ivinhema.
Os infratores confessaram a prática da pesca predatória e mostraram aos policiais o local onde estavam os petrechos, que foram retirados.

Cada espinhel media 50 metros e estava armado com 30 anzóis. Em posse dos pescadores foram apreendidos 10 kg de pescado com os petrechos ilegais. Também foi apreendido um barco, um motor de popa e dois espinheis.

Os pescadores, de 33 e 43 anos, residentes em Porto Rico (PR) receberam voz de prisão e foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Taquarussu, onde eles foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória, receberam uma multa de R$ 3.200,00 cada um. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciados.

Motorista bate carro após perseguição policial

Carro bateu em uma árvore após perseguição, mas o motorista conseguiu fugir a pé

Elton Freitas

Foto: Divulgação PRF
Por volta de 22h30 de terça feira (18), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu uma grande quantidade de maconha que estava sendo transportada em um GM/Monza, após motorista tentar fuga e se acidentar.

A ocorrência foi na BR 163, em Mundo Novo, região de fronteira com o Paraguai, quando policiais rodoviários federais em fiscalização deram ordem de parada a um veículo Monza, com placas de Cianorte (PR), que não obedeceu e empreendeu fuga por aproximadamente 12 quilômetros, vindo a colidir em uma árvore após o motorista perder o controle do veículo.

Na chegada para abordagem dos policiais ao veículo foram observados dois indivíduos que fugiram para uma mata e não foram localizados.

A maconha e o veículo foram encaminhados à Polícia Civil de Mundo Novo, onde se dará início às investigações para identificação nos envolvidos no tráfico.